Festa Infantil: 7 dicas para evitar situações de estresse para seu filho de 0 a 3 anos durante a festa

| 24 out

Tudo foi planejado há meses: o buffet, a decoração, os convidados, os convites, as roupas, os personagens que vão se apresentar e entreter as crianças durante a festa… E finalmente chega o grande dia, todos estão prontos, os convidados chegaram, porém, só há uma pessoa que parece não estar curtindo a festa: o aniversariante.

Crianças são surpreendentes, mas quando se trata de um aniversariante entre as idades de zero e três anos alguns cuidados podem evitar o constrangimento e a frustração caso algumas coisas não saiam como planejadas.

1 – Controle a sua ansiedade, seu filho absorve as suas emoções

Crianças são esponjinhas e absorvem completamente as emoções do ambiente. Elas podem não entender racionalmente o que está acontecendo ao seu redor, mas reconhecem as emoções das pessoas mais próximas, especialmente dos pais, e as absorve. Sendo assim, se o aniversariante perceber uma agitação a mais no ambiente, por conta das visitas aos buffets, ligações para os convidados, idas às lojas para escolher as roupas, etc, ele também ficará agitado, o que poderá afetar o seu humor, e até mesmo a sua saúde, dias antes e no decorrer da festa.

Há relatos de mães que contam que há poucos dias da festa seus filhos tiveram febre alta, garganta inflamada e outros sintomas psicossomáticos – causados pelo estado emocional do momento, mas assim que passou a festa, passaram os sintomas. Por isso, tente, ao máximo, não transparecer sua ansiedade para ele. Se possível, faça o planejamento e a programação da festa nos momentos em que ele estiver dormindo, na escolinha ou quando ele estiver entretido e se divertindo com alguém de confiança. Neste momento é importante ter por perto um familiar ou amigo com quem possa contar.

2 – Evite quebrar a rotina da criança

Ao planejar a festa, faça a programação do evento de acordo com a rotina e disposição do seu filho. Se ele costuma ter mais disposição durante o período da manhã opte por um piquenique, por exemplo. Mas, se não puder evitar os períodos da tarde e noite, e se eles coincidirem com a hora da soneca do seu filho, já prepare um ambiente mais tranquilo onde ele possa dormir por uns 40 minutos durante a própria festa, assim ele poderá acordar mais disposto. Além disso, se ele ainda mama, seja no peito ou na mamadeira, não hesite em dar-lhe o ‘tetê’ nos horários ou momentos em que ele já está acostumado. A dica é respeitar os limites da criança.

3 – Evite deixar a criança somente no colo e não se frustre se a ela estranhar o assédio dos convidados

 

Festas de aniversário podem causar muito estresse para o aniversariante – principalmente se ele tiver de 0 a 3 anos. Isso pode ocorrer caso ele não esteja acostumado com um ambiente social mais agitado, se os convidados não fizerem parte do seu convívio diário e se todos exigirem a sua atenção, querendo pegá-lo no colo a todo momento.

Até mesmo os adultos estranham o reencontro com parentes distantes que insistem em apertar nossas bochechas e nos dizer: “como está grande”, imagine só as crianças. Então, dê preferência para convidar as pessoas mais próximas, aquelas que seu filho já conhece, assim ele poderá ficar mais à vontade.

Mas, se não puder evitar convidar aquele parente mais distante, prepare a criança: mostre fotos dos convidados para ela, diga quem são, o quanto são importantes para você, porém, não se frustre se seu filho não der a atenção que você gostaria para este convidado. Afinal uma criança entre 0 a 3 anos ainda não conhece regras de etiqueta social.

Outro fator que pode gerar estresse à criança é ficar de colo em colo. Quando o aniversariante ainda é um bebê muitos querem pegá-lo para brincar e tirar fotos, mas passar de colo em colo cansa a criança. Já em torno dos dois anos a criança quer brincar com outras crianças, e não ficar no colo, seja de alguém mais próximo – com a qual ela esteja acostumada, ou não. Então, se preciso, converse com os convidados e peça compreensão para que o aniversariante curta a festa à vontade e sem frustrar as expectativas de ninguém.

4 – Criança gosta de roupa confortável

Em festas infantis é normal haver troca de roupas, afinal, quando se trata de criança, é preciso estar preparado para qualquer imprevisto. No entanto, especialmente no momento do parabéns, as mães costumam vestir a criança de maneira especial, geralmente com fantasias que concordem com o festa, mas, deve-se levar em consideração o conforto da criança e não a estética, caso contrário, ela poderá ficar desconfortável e mal-humorada.

Fantasias ou roupas apertadas, com muito volume, tecidos grossos e tule costumam não agradar as crianças. Porém, se você não abre mão de pelo menos uma foto com aquela fantasia ou roupa especial, durante os dias que antecedem a festa, em casa, vista-a com aquela roupa por alguns minutos, assim seu filho poderá se familiarizar com ela e a chance de estranhá-la no dia do evento será menor. O mesmo vale para os sapatos.

 5 – E se a criança não quiser cantar parabéns?

Durante meses você ensaiou, ensinou a criança a cantar parabéns, bater palmas, mas na hora da festa ela chora. Já presenciou esta cena? Isso acontece porque quando vocês ensaiaram havia poucas pessoas em torno da criança, mas no dia da festa ela pode se sentir constrangida diante da expectativa e presença de todos os convidados, então, novamente, deixe-a à vontade. Se no momento do parabéns ela não quiser cantar ou bater palmas como nos ensaios, não a cobre. A cobrança pode deixá-la insegura e o choro será inevitável. Mais uma vez, vale lembrar, respeite os limites da criança.

6 – O que fazer se ela não quiser tirar fotos com os convidados?

Especialmente logo após cantar os parabéns a maioria dos convidados quer tirar uma foto oficial com o aniversariante, no entanto, se a criança não parecer disposta, não force.

Neste momento, geralmente, para posar para as fotos os convidados querem segurar o aniversariante, mas se ele não quiser ficar no colo dos convidados uma possível solução é manter a criança no colo dos pais, assim todos sairão nas fotos. Além disso, se o aniversariante estiver se divertindo nos brinquedos e/ou com os amiguinhos, não interrompa este momento para fazer as fotos, mas peça aos convidados que se juntem à brincadeira, desse modo, a foto será espontânea e a criança continuará se divertindo. Entretanto, se ainda sim quiser ter fotos oficiais na mesa do bolo com alguns convidados especiais, como avós e tios, peça para que eles cheguem à festa com uns 15 minutos de antecedência. No início da festa a criança estará mais disposta e o ambiente mais tranquilo.

7 – Leve pra festa um brinquedo que ele goste muito

Com certeza na festa infantil haverá muitos brinquedos disponíveis para divertir as crianças, além daqueles que o aniversariante irá ganhar, mas se houver algum brinquedo ou objeto que já é o ‘xodó’ do aniversariante, leve-o para festa. Ter um brinquedo que já lhe é habitual, e que gosta muito, pode tranquilizar a criança e deixá-la mais segura. Nessa fase muitas crianças têm o amiguinho do sono ou um brinquedo favorito, faça dele também um convidado especial da festa.

Conclusão

Respeite os limites do seu filho, siga o ritmo dele, e a sua festa de aniversário será uma grande diversão para toda família.

Gostou destas dicas? Conte-nos o que achou, comente a sua experiência e deixe sua sugestão para os próximos temas.

Livi Carolina Curiosa, adora um bom papo, esposa, mãe da Antonela e jornalista.